Em maio, lanço livro com Cristiana Oliveira, a Alicinha de O Clone

Biografia transforma a história da atriz em um despertar para o resgate da autoestima

Convidada pelo Grupo Editorial Letramento, escrevi em coautoria com a atriz Cristiana Oliveira, o livro “Versões de uma vida” que será lançado no dia 9 de maio durante noite de autógrafos no Rio de Janeiro, às 19h na livraria Travessa do bairro Ipanema. A obra faz um passeio pela vida e trajetória da atriz que já interpretou personagens ícones, como a vilã Alicinha em O Clone, que está em reprise na TV Globo, e Juma Marruá, na novela Pantanal de 1990.

 Mais do que Juma, Selena da novela Corpo Dourado, ou Alicinha, a Cristiana Oliveira é uma mulher de carne e osso que tem muito a nos ensinar sobre autoestima e autoaceitação através de sua história. Ao longo de três anos, trabalhei junto da atriz para dar vida ao livro que é um convite para o resgate da autoestima e o fim da incessante busca por aceitação.

 São quase 60 anos de história em 160 páginas que não se resumem à “Luz, câmera, ação!”, mas a inúmeras versões de uma única vida, pois já na adolescência, Cristiana Oliveira enfrentou a obesidade ao marcar 110kg na balança, e a autorrejeição depois de ser chamada de “hipopótamo” por sua professora de balé.

Na vida adulta, entre posar nua para a Playboy, ser capa em mais de 150 revistas e conquistar milhares de fãs eufóricos, ela também lutou contra a síndrome do pânico, vigorexia e depressão, uma somatória de aprendizados que decidiu compartilhar após atingir a maturidade de forma mais feliz e equilibrada. O livro está com pré-venda promocional e autografada no site do Grupo Editorial Letramento (www.editoraletramento.com.br).


VOU ABRIR MEU CORAÇÃO…

Eu tinha 7 anos quando me sentava em frente à TV para acompanhar a história da Selena, em “Corpo Dourado”, a protagonista “com jeito de cowboy num corpo de mulher” que Chitãozinho e Xororó cantavam.

Aquela menina mal sabia que um dia, a atriz talentosa que interpretava Selena, seria a resposta das suas orações.

Escrevo histórias desde os meus 12 anos. Na vida adulta, passei por várias experiências profissionais, tornei-me jornalista, fui repórter, garçonete, assessora de imprensa, tentei montar meu próprio negócio, trabalhei na loja de tecidos da minha mãe… Mas nunca o desejo de viver pela escrita morreu em meu coração.

Em 2018, eu joguei tudo para o alto e decidi enfrentar os louvores e as dores dos meus sonhos. Diziam que era impossível. Eu mesma disse que era impossível! Mas uma noite, falei com Deus no gramado do meu jardim. Eu pedi para que fizesse o impossível na minha vida.

“Senhor, eu escrevo histórias, mas hoje, muda a minha história”, lembro dessas palavras.

Um mês depois de abrir mão de um emprego fixo e bem remunerado, fui convidada pela @editoraletramento para escrever a história da Cristiana Oliveira, ao lado dela.

Desde então, só agradeço a Deus por essa oportunidade e pelas pessoas maravilhosas que colocou no meu caminho: Gustavo Abreu, o editor-chefe que me encontrou numa cidadezinha de 30 mil habitantes do interior de SP e acreditou no meu trabalho; e a linda da Cris que é carinho em pessoa, gentil, humilde, ma-ra-vi-lho-sa, um presente na minha vida.

Depois de três anos de muito trabalho junto com a Cristiana Oliveira e a editora Letramento, hoje posso convidar vocês para prestigiar o lançamento de “Versões de uma vida” em Ipanema, no Rio de Janeiro.

📍Anote: 9| Maio|22, às 19h, na livraria Travessa de Ipanema (Rio de Janeiro).

Alguém do Rio por aqui?

Beijo grande.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: