A ficção é de verdade

Estudo realizado pela Emory University afirma que o que lemos se torna experiência real para o nosso cérebro

Não importa se você está na poltrona da sala, deitado na rede sob uma árvore ou na cabeceira da cama minutos antes de adormecer, um bom livro de ficção te levará para lugares nunca antes visitados. É a magia de viajar no tempo, transladar e vir a ser quem nunca teríamos coragem ou oportunidade de ser na vida real. Esse é o poder invisível sempre presente nas mãos de um escritor e, agora, comprovado pela Ciência. Segundo Gregory Berns, professor de neurociência, “histórias moldam nossa vida, e em alguns casos ajudam a definir como é uma pessoa”.

Desde os meus doze anos de idade escrevo livros, através deles, já estive em Paris no século XVII, em Marrocos em pleno século XXI, vivi o glamour das festas da realeza, a imponência do tango argentino, o infortúnio de ter suas escolhas regidas pela Coroa, o amor proibido, a paixão reacendida, a vida e a morte. Pasme! Mesmo sendo fruto da imaginação, a experiência é real, afirma a Ciência. Um estudo realizado pela Emory University, de Atlanta, aponta que a leitura nos faz adentrar o personagem e se sentir em seu lugar. Nosso lobo temporal, responsável pelo gerenciamento da memória, registra todos os eventos como se fossem experiências reais, as quais, ao longo da nossa trajetória, podem moldar, inclusive, nosso comportamento.

De um lado, isso nos faz perceber como a pitada de ficção diária, presente na leitura de um livro, não deve ser ignorada, é o calmante após o dia turbulento, a viagem sem custos, o presente do despertar da imaginação. No entanto, por outro lado, a pesquisa também nos alerta para a responsabilidade do autor ao desenvolver suas histórias, pois elas podem transformar o mundo para melhor ou para o contrário disso. Todo escritor deve saber a sua missão, a minha é defender o amor verdadeiro.  

Pela primeira vez, depois de quinze anos escrevendo histórias, vivi a alegria de ver um de meus livros em formato impresso nas livrarias. A gente sabe que está no caminho certo quando o adulto se encontra nos sonhos de criança que há dentro de nós! É assim que me sinto todas as vezes que um leitor se entrega às minhas histórias e se apaixona por elas como eu. E você, amigo escritor, como se sente? Como tem sido levar a “verdade” através da ficção?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s